Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Brasil’

A editora Abril disponibilizou o acervo completo da revista Veja na internet. O acervo compreende desde a primeira edição de 11 de setembro de 1968, a primeira a ser publicada, até a edição de 10 de dezembro de 2008, com 40 anos de publicação.

No acervo é possível avaliar o crescimento da publicidade na revista, assim como a quantidade de texto em relação à fotografia. As última edições, num verificação superficial, contemplam 50% das página para matérias jornalísticas e 50% para publicidade. Alguns anos atrás, indagada sobre essa situação e que o leitor, o assinante pagaria pela publicidade e a revista dobrar seus rendimentos, recebe da publicidade e recebe do leitor pelo mesmo produto, o atendimento afirmou que se não fosse essa quantidade de páginas para publicidade, o preço de capa seria o dobro, ou seja, dos atuais R$ 8,40 para R$ 16,80.

O acervo na internet é um banco de dados para pesquisa nas áreas de ciências sociais, história e principalmente jornalismo. Segundo o professor da Universidade Federal da Bahia e coordenador do Grupos de Pesquisa em Jornalismo On Line (GJOL), é “uma iniciativa de imenso valor para a recuperação da História da Imprensa no Brasil e um indicativo de para onde vai se desenvolvendo o modelo de negócios da revista”.


Anúncios

Read Full Post »

Edição 551 da revista Época
Edição 551 da revista Época

 A revista Época desta semana, edição 551, é de conteúdo, seleção e gosto duvidoso. A matéria de capa – Edição Especial. As 100 pessoas mais influentes do Brasil em 2008 – ocupa a maior parte da revista, cuja seleção de personagens, de autores de perfil e de conteúdo demonstra a clara preferência editorial num misto de garantir verbas publicitárias e apoio às suas ações.

Desde um Blairo Maggi que escreve sobre Carlos Minc ou ainda uma troca de favores quando Sergio Andrade escreve sobre Carlos Jereissati e Carlos Jereisatti escreve sobre Sergio Andrade, o conteúdo da revista desqualifica completamente a edição. Não vale o preço de capa e tampouco não vale a pena comprar. Como assinante, sou obrigado a engolir essas “coisas”.

Alguns personagens se salvam e merecem o título da matéria, como Lygia da Veiga Pereira, Felipe Massa, Zé Roberto Guimarães, Maurren Maggi e Miguel Nicolelis, entre outros poucos.

Read Full Post »