Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘TV digital’ Category

Prof. Dr. Mario Luiz Fernandes, membro da Comissão do Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) da UFMS constitui Comissão de professores do Departamento de Jornalismo da UFMS para trabalhar no projeto de criação do Curso de Mestrado em Comunicação da instituição. A Comissão, composta pelos professores Gerson Luiz Martins, Márcia Gomes e Mario Luiz Fernandes, tem até o dia 30 de abril para apresentar o primeiro esboço do projeto. A CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, órgão do Ministério da Educação que é responsável pela aprovação e regulamentação dos cursos de mestrado e doutorado, prorrogou o prazo para ingresso de novas propostas de mestrado até o dia 30 de junho.

O corpo de professores do Departamento de Jornalismo, integrado pelos doutores Daniela Ota, Gerson Luiz Martins, Greicy França, Marcelo Cancio, Marcia Gomes, Mario Fernandes e Mario Ramires, trabalham em reuniões diárias desde o dia 25 de março para montar o projeto. Na última semana, os professores fizeram reuniões diárias para formatar o Regimento do Programa de Mestrado em Comunicação.

Segundo o professor Dr. Mario Luiz Fernandes, a previsão que o texto final do projeto fique pronto até o final de maio, quando será entregue a PROPP/UFMS para parecer final e inscrição no portal da CAPES. Se o projeto for aprovado no decorrer deste ano, há probabilidade do curso iniciar em março de 2011.

Anúncios

Read Full Post »

Reunião na Sub-Secretaria de Comunicação de Mato Grosso do Sul

Os membros do Comitê Estadual de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul reuniram-se nesta quinta-feira, 19, com o presidente da OAB-MS, Fábio Trad e em seguida com o sub-secretário de Comunicação do Estado, Guilherme Filho para discutir a participação da entidades no Seminário “Mídia e direitos da Criança” que o Comitê organiza no dia 3 de abril.

O presidente da OAB-MS, Fábio Trad, confirmou a participação da entidade do evento com a liberação do auditório da entidade para a realização do Seminário, assim como fez a indicação da professora da PUC São Paulo, Flávia Piovesan como conferencista da área jurídica. A programação do Seminário confirmou a participação do jornalista Celso Schröder, coordenador nacional do FNDC, Fórum Nacional de Democratização da Comunicação; do jornalista Guilherme Canela, coordenador de Comunicação e Informação da Unesco no Brasil e da professora Maria da Graça Marchina Gonçalves membro do Conselho Federal de Psicologia.

O sub-secretário de Comunicação de Mato Grosso do Sul, Guilherme Filho, apoiou a iniciativa do Seminário e destacou a importância do Comitê, principalmente dado a realização da Conferência Nacional de Comunicação e da necessidade de organização da Conferência de Comunicação no Estado.

O Comitê de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul é composto pelo representante do Conselho Regional de Psicologia, Marco Aurélio Naveira; do Sindicato dos Jornalistas Profissional de Mato Grosso do Sul, Alexandre Maciel e Clayton Sales; do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, Gerson Luiz Martins; da OAB-MS, Lairson Palermo; da ONG Girassolidário, Ivanise Andrade; da ONG Ecomunicadores dos Matos, Yara Medeiros e pela assessora de comunicação do CRP, Camila Acosta.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »


Conforme informações postadas no dia 29 de setembro, a cada dia há mais razões para que o consumidor não cometa a besteira de comprar seu aparelho de TV agora, mesmo com tantas promoções e a tão sonhada TV de “plasmas/lcd” com preços acessíveis.

Veja a notícia de hoje publicada pela Folha OnLine, na sessão de informática, sobre a TV de 3 milímetros que a Sony vai lançar no mercado em dezembro. E muito mais coisas há de surgir nesse mercado. O consumidor brasileiro não pode, novamente, ser depósito de “lixo”, de equipamentos velh0s, como aconteceu quando surgiu o telefone celular em terras tupininquins. Os primeiros aparelhos de celular que apareceram por aqui eram o “lixo” norte-americano e europeu.

Confira a notícia da Folha OnLine no endereço: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u332914.shtml

Read Full Post »

Artigo publicado por Juan Francisco Alonso – De la cultura al nuevo hipertexto – no jornal ABC Digital (ABCD), sugerido pelo Blog E-Periodistas de Ramón Salaverría, destaca os próximos passos, em andamento, da convergência entre a televisão e internet, que determinará o fim do modelo atual de TV e implicará, segundo o autor, numa nova forma de ver televisão, com a escolha do que assistir realizada pela audiência, que Juan Alonso chama de espectador-realizador.

O autor chama a atenção para a afirmação de Salaverría sobre as possibilidades de convergência entres essas duas mídias. No texto Alonso diz que “según Ramón Salaverría, profesor de la Universidad de Navarra, la velocidad de conexión y la modesta penetración de la banda ancha retrasaron el debate audiovisual. «En los últimos dos años, eso ha cambiado. Los archivos de imágenes pesan mucho menos con mayor calidad, y en España ya hay casi ocho millones de líneas de ADSL. En ese tiempo surgió el fenómeno YouTube, apenas una meta volante en la nueva ruta -continúa-. El final previsible es una televisión en el ordenador de una calidad análoga a la convencional, pero con al menos dos grandes diferencias: el dominio del espectador sobre el contenido y el uso de la hipertextualidad igual que en internet»”.

Num futuro muito próximo, até mesmo neste momento existente, as pessoas assistirão TV nas telas dos computadores, telefones celulares e outros dispositivos, mas não a programação que se conhece hoje, mas sim aquela escolhida pela audiência que poderá “navegar” na programação conforme seus objetivos e necessidades.

Confira o artigo completo em: http://www.abc.es/abcd/noticia.asp?id=8114&num=817&sec=39

Read Full Post »


Artigo publicado por Juan Francisco Alonso – De la cultura al nuevo hipertexto – no jornal ABC Digital (ABCD), sugerido pelo Blog E-Periodistas de Ramón Salaverría, destaca os próximos passos, em andamento, da convergência entre a televisão e internet, que determinará o fim do modelo atual de TV e implicará, segundo o autor, numa nova forma de ver televisão, com a escolha do que assistir realizada pela audiência, que Juan Alonso chama de espectador-realizador.

O autor chama a atenção para a afirmação de Salaverría sobre as possibilidades de convergência entres essas duas mídias. No texto Alonso diz que “según Ramón Salaverría, profesor de la Universidad de Navarra, la velocidad de conexión y la modesta penetración de la banda ancha retrasaron el debate audiovisual. «En los últimos dos años, eso ha cambiado. Los archivos de imágenes pesan mucho menos con mayor calidad, y en España ya hay casi ocho millones de líneas de ADSL. En ese tiempo surgió el fenómeno YouTube, apenas una meta volante en la nueva ruta -continúa-. El final previsible es una televisión en el ordenador de una calidad análoga a la convencional, pero con al menos dos grandes diferencias: el dominio del espectador sobre el contenido y el uso de la hipertextualidad igual que en internet»”.

Num futuro muito próximo, até mesmo neste momento existente, as pessoas assistirão TV nas telas dos computadores, telefones celulares e outros dispositivos, mas não a programação que se conhece hoje, mas sim aquela escolhida pela audiência que poderá “navegar” na programação conforme seus objetivos e necessidades.

Confira o artigo completo em: http://www.abc.es/abcd/noticia.asp?id=8114&num=817&sec=39

Read Full Post »


Consumidor deve ficar atento para a aquisição de aparelho de TV nestes tempos. As indústrias estão, literalmente, desovando estoques de aparelhos, principalmente dos chamados LCD e plasma. Em pouco tempo esses aparelhos tiveram uma queda muito grande de preço e interessa para as indústrias forçar o consumidor a comprar.

Motivo: com a chegada da TV digital um novo estoque de aparelhos estará saindo das fábricas nos próximos meses. A sua TV novinha, de LCD ou plasma vai ficar muito velha em questão de dias! Pense nisso! Então este não é o momento para trocar sua TV analógica, de tubo; espere mais um pouco e com uma pouco mais de dinheiro, talvez aquele que você juntou ou conseguiu com sacrifício para compra a tão sonhada TV de plasma ou LCD, seja utilizado para comprar sua nova TV digital.

O consumidor vai perceber, deve pensar um pouco, que as TVs de lcd e plasma baixaram mais de 50% em menos de três meses. O comércio e a indústria sabem que têm que empurrar esses aparelhos para você, para esgotar o estoque das fábricas de uma TV nova que chega muito velha.

Read Full Post »