Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Santa Catarina’ Category

A Justiça Federal de Santa Catarina determinou a interdição das praias e balneários de São Francisco do Sul e Itapoá, no litoral norte do estado. O juiz Roberto Fernandes Júnior, da 1ª Vara Federal de Joinville, considerou a medida necessária por causa do óleo derramado no acidente que sofreu um navio da empresa Norsul, no dia 30 de janeiro.

Com a interdição, as praias estão fechadas para banho, mergulho e surfe. A decisão vale até que seja comprovada a ausência dos riscos para a saúde dos usuários. Segundo a nota do Consultor Jurídico, nenhuma entidade ambiental do estado realizou qualquer ação para resolver o problema e, principalmente, para alertar a população dos dois munícipios, mesmo passado mais de 30 dias da ocorrência.

Fonte: Consultor Jurídico

Read Full Post »

A Federação Nacional dos Jornalistas publicou na última sexta-feira, 1 de fevereiro, Nota de Repúdio contra as demissões e o fechamento da sucursal do jornal A Notícia em Florianópolis. A Nota, em conjunto com o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, denúncia o monopólio da mídia catarinense desde que o Grupo RBS adquiriu, em 2006, um dos maiores jornais do estado, que tem sede em Joinville e é distribuído em todo território catarinense.

NOTA DE REPÚDIO
Contra o desemprego, contra o fechamento do AN Capital, contra o monopólio!

A Direção do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina e a Direção da Federação Nacional dos Jornalistas repudiam o fim do AN Capital, segmento do jornal impresso A Notícia que deixa de circular nesta sexta-feira na Grande Florianópolis, assim como repudia a demissão de experientes profissionais do jornalismo catarinense. Desde a aquisição do A Notícia pela RBS, no final de 2006, o monopólio da comunicação em Santa Catarina estabeleceu o rumo do AN Capital: na época da transação, a redação contava com cerca de 30 jornalistas e, nesta quinta-feira, ao anunciar a última edição, alegando questões financeiras, havia apenas 12. O Sindicato e a Federação reiteram sua posição em defesa da diversidade de olhares, para uma informação plural e democrática – sem o AN Capital, a comunidade perde uma possibilidade de visão diferenciada sobre os fatos -, assim como exigem da RBS a manutenção de todos os postos de trabalho dos jornalistas cujas demissões foram anunciadas.

Florianópolis, SC, 31 de janeiro de 2008.

Direção do SJSC
Direção da FENAJ

Read Full Post »


Os jornais e emissoras de TV do Rio Grande do Norte deram destaque, nesta semana, sobre a ação das marés no litoral potiguar. Nos últimos meses, o movimento das marés provocou a destruição de inúmeros imóveis construídos nas praias do estado.

Os telejornais e matérias dos jornais impressos atribuíram a situação ao desequilíbrio dos fatos naturais por causa do aquecimento global. Segundo a mídia do potiguar, o nível dos oceanos aumentou em torno de 10 cm, conforme reportagem veiculada pela Inter TV Cabugi. Que o nível dos oceanos aumentou em conseqüência da ação do homem sobre a natureza, não há dúvidas. No caso da destruição dos imóveis no litoral do Rio Grande do Norte e de outros estados do Brasil, como na cidade de Itapoá em Santa Catarina, muito se deve a ganância do homem, como diz o ditado “quem pode mais, chora menos”, em construir sobre a praia. Boa parte das praias do Rio Grande do Norte e de outros estados foram invadidas pelos “donos do mar”, em ação de privatização da área pública do litoral. As matérias da mídia potiguar não mostra que foi a ação do homem, ao invadir as praias, que provocou essa destruição.

legislação federal que determina distância mínima para construções no litoral, é a chamada “área de marinha”. Para a maioria dos proprietários de imóveis do litoral, essa lei não existe e o poder público não tem competência para fiscalizar. Se o governo não regulamente as construções nas praias brasileiras, a natureza se encarrega disso.

O ciclo das marés simplesmente cobra sua área de volta. A natureza é implacável e agora quer a devolução das áreas invadidas pelo homem.

——————————————
Nota sobre as fotos:
As duas fotos são do mesmo imóvel na praia de Camurupim (RN), a primeira é recente – outubro de 2007. A segunda é de novembro de 2006. Pelas imagens se pode avaliar bem o trabalho da natureza, do ciclo das marés!

Read Full Post »


Os professores de jornalismo do Paraná e de Santa Catarina, reunidos durante o 3º Encontro de Professores de Jornalismo do Paraná e 1º Encontro de Professores de Jornalismo de Santa Catarina, divulgaram na última terça-feira a Carta de Guarapuava com os pontos e temas resultado dos debates ocorridos no evento. Segundo o Diretor Regional Sul do FNPJ, Sérgio Gadini, a próxima edição do Encontro PR-SC acontece no IELUSC, em Joinville/SC, em princípio no mês de outubro de 2008, com apoio do SJPPR e SJPSC.

Confira os principais resultados do evento que teve abertura com conferência do jornalista Marcelo Beraba da Folha de São Paulo.

Plenária Final

– Próxima edição do Encontro PR-SC acontece no IELUSC, em Joinville/SC, em princípio no mês de outubro de 2008, com apoio do SJPPR e SJPSC. Ficou aprovado o indicativo de que, a partir do próximo Encontro, será avaliada a possibilidade de realizar o evento a cada dois anos.

– Memória bibliográfica (digital, impressa, talvez em vídeo) dos 10 anos do FNPJ. Reitor da UNICENTRO se dispôs a custear impressão da publicação. Proposta a ser apresentada ao FNPJ. Sistematizar uma versão inicial para apresentar no Encontro Nacional (abril 08). Juntar fotos, vídeos, textos (tanto de palestras quanto de papers, cartas, manifestos, documentos etc) para elaborar uma prévia. Um grupo formado pelos professores Tomas (UNICENP), Rozinaldo (UEL) e Márcio (UNICENTRO) ficou de pensar um proposta para edição.

GT Impressos (Tomás): 5 trabalhos
GT Produção Laboratorial Eletrônicos (Ana Paula): 4 trabalhos
GT Pesquisa na Graduação (Rozinaldo): 7 trabalhos
GT Extensão (Zaclis) e GT Ética no Ensino (Elisa): 9 trabalhos
GT Projetos Pedagógicos e Metodologias do Ensino (Márcio): 6 trabalhos

Após discussões, ficou aprovado que os trabalhos apresentados por estudantes devem ter um professor, não apenas como co-autor, mas presente no momento da apresentação. Sugeriu-se, ainda, que os autores devem apresentar apenas um trabalho, evitando o deslocamento de participantes entre diferentes GTs. Não se trata de excluir os estudantes, mas de comprometer os professores, seja na produção autoral, quanto na apresentação e, pois, no debate que o evento deve propiciar. Tal decisão já considera que a orientação do FNPJ é de apenas um trabalho no evento, com texto completo, podendo ser em co-autoria e, pois, com a participação de estudantes, uma vez que muitos dos referidos trabalhos são resultados, parciais ou conclusivos de pesquisa realizada. Foi aprovado, ainda, que os trabalhos devem ser enviados na íntegra e não em duas etapas, resumo e depois o texto completo. Quanto ao sistema, a coordenação do evento em 2007 sugere que o mesmo seja revisto.

Foi aprovado, também por unanimidade, a junção dos GTs de Impressos e Produção Laboratorial Eletrônicos num único grupo. Sugeriu-se, ainda, a indicação, ao FNPJ, de valorização do GT de Extensão, dado a importância e desafio em aliar ensino com atividades de extensão como possibilidade de qualificar o ensino. É fundamental prestigiar o GT de Extensão. E aí também é importante a participação dos estudantes envolvidos nos referidos trabalhos. As coordenações de GTs ficaram com as mesmas indicações vigentes. Os atuais coordenadores, no entanto, indicaram que, caso algum docente do IELUSC, que vai sediar a próxima edição do Encontro, tenha disposição, a troca poderá ser feita pela lista de discussão ou por e-mail. O representante do SJPPR, que integra a Comissão Nacional em Defesa da Obrigatoriedade do Diploma para o exercício do Jornalismo, solicitou apoio dos participantes no Encontro. Proposta que foi aceita por unanimidade.

Carta de Guarapuava

Os professores e estudantes presentes no III Encontro Paranaense de Professores de Jornalismo e I Encontro de Professores de Jornalismo PR-SC, eventos realizados, simultaneamente, em Guarapuava-PR, entre os dias 5 e 6 de outubro de 2007, reafirmam o compromisso em defesa da qualidade do ensino e, pois, a uma formação profissional em sintonia com demandas sociais de informação, sem ficar restritos à lógica do mercado. O questionamento ao sistema de avaliação do ensino superior (SINAES) é um dos pontos que os professores precisam discutir, inclusive para pensar formas de cobrar dos órgãos governamentais responsáveis e, ao mesmo tempo, buscar mecanismos paralelos e próprios de avaliação em Jornalismo, seja do ponto de vista das instituições que ofertam cursos como também do nível de ensino e formação profissional. Por fim, os participantes ratificaram a defesa da obrigatoriedade do diploma para o exercício em jornalismo, como uma das formas de legitimar a produção de uma informação de qualidade e efetivamente preocupada com as lutas sociais, demandas da informação e ampla defesa da condição de cidadania.

Guarapuava, 6 de outubro de 2007.

———————–
Foto: Representante do Sindijor-PR, Márcio Rodrigues; Reitor da Unicentro, Vitor Hugo Zanette; Presidente do FNPJ, Gerson Luiz Martins e Coordenadora do Curso de Jornalismo da Unicentro, Elisa Leonardi.

Read Full Post »


O coordenador local do 3º Encontro de Professores de Jornalismo do Paraná e 1º Encontro de Professores de Jornalismo de Santa Catarina, professor Márcio Fernandes, divulgou a relação dos trabalhos que serão apresentados no evento. O encontro acontece em Guarapuava (PR) entre os dias 5 e 7 de outubro, no Hotel Spa Med Vale. O presidente da Abraji e ex-ombudsman da Folha de S.Paulo, jornalista Marcelo Beraba (foto), fará a conferência de abertura do evento que terá como tema “Ensino do Jornalismo: profissionalização, mercado e avaliação de cursos”.

Segundo Márcio Fernandes, foram 30 trabalhos inscritos, número que revela o crescimento do encontro e o interesse dos professores em debater experiências e questões que afetam suas atividades no cotidiano da formação do jornalista.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 5 de outubro, pela internet no endereço: http://www.fnpj.org.br/soac/ocs/index.php?cf=5. Estudantes de jornalismo podem participar e fazer a inscrição nesse mesmo endereço. Se preferir, clique no link para acessar o sítio web do Encontro.

Confira aqui (PDF) a relação dos trabalhos inscritos no 3º Encontro de Professores de Jornalismo do Paraná e 1º Encontro de Professores de Jornalismo de Santa Catarina.

Abraji

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo foi criada por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas.
A iniciativa nasceu no seminário ‘Jornalismo Investigativo: Ética, Técnicas e Perigos’. O evento foi organizado pelo Centro Knight de Jornalismo nas Américas, da Universidade do Texas, dirigido pelo jornalista brasileiro Rosental Calmon Alves. No final, vários de nós passamos a nos perguntar porque não temos ainda no Brasil uma instituição parecida com a IRE (Investigative Reporters & Editors), criada pelos jornalistas dos Estados Unidos, ou o Centro de Periodismo de Investigación, de nossos colegas mexicanos.

Tema do Encontro
O tema do 3º Encontro de Professores de Jornalismo do Paraná foi proposto pelo Diretor Regional Sul do FNPJ, professor Dr. Sérgio Luiz Gadini e depois acatado pelo professores de Santa Catarina durante o 10º Encontro Nacional de Professores de Jornalismo, quando decidiram agregar esforços e realizar os dois encontros em mesmo local e data. O tema reflete a preocupação dos professores de jornalismo dos dois estados sobre a qualidade do ensino e a inserção dos novos profissionais no mercado de trabalho.

Read Full Post »

O Blog Monitorando do professor Dr. Rogério Christofoletti, da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) em Santa Catarina, publica periódicamente uma relação dos pesquisadores em jornalismo e comunicação que mantém weblogs. A iniciativa foi aplaudida pela comunidade e deseja que o professor Christofoletti tenha sucesso na empreitada.
Na lista está relacionado o nosso Blog Jornalismo e Sociedade.

Read Full Post »