Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘mato grosso do sul’ Category

Capa do sítioweb Jornalismo - Prof. Gerson Martins

O sítioweb Jornalismo – Prof. Gerson Martins vai passar por uma reformulação geral, se adequará com as mais recentes tecnologias de publicação de textos e imagens e ainda terá atualização mais frequente. O objetivo do sítioweb, desde a primeira versão em 1998, é oferecer apoio aos estudantes de jornalismo como indicações de bibliografia, de portais na internet de interesse na área, notícias sobre jornalismo, indicação de eventos em jornalismo, fontes de pesquisa em jornalismo, além de oferecer fácil acesso às principais revistas e jornais em todo mundo.

Com o advento das redes sociais, protagonizada, principalmente, pelo Twitter, Facebook e Orkut, os blog’s foram deixados à margem. Muitos blogueiros que aderiram ao twitter não atualizam com a mesma frequencia o seu Blog. Esse fato também decorre das exigências de tempo para um texto mais longo e a possibilidade rápida e fácil para publicação de informações no twitter, principalmente pelo celular. A nova página de Jornalismo publicará as informações que seriam divulgadas pelo blog Redação Ciberjornalismo mantido pelo autor do sítioweb. Isso será possível graças ao novo formato para publicações, que facilitará a edição dos textos, das imagens e também do processo de publicação. A nova página na internet será um misto de portal e blog, com novo leiaut e com notícias publicadas de forma dinâmica.

Read Full Post »

Autora da pesquisa sobre ensino de ciberjornalismo, Catarine Sturza

Pesquisa sobre o ensino de ciberjornalismo nas universidades de Mato Grosso do Sul será apresentada durante o 9º Ciclo de Pesquisa em Ensino de Jornalismo que acontece em Recife (PE), entre os dias 21 e 23 de abril, no 13º Encontro Nacional de Professores de Jornalismo. O evento é organizado pelo Fórum Nacional de Professores de Jornalismo e será realizado na Universidade Católica de Pernambuco.

A pesquisa foi desenvolvida pela acadêmica de jornalismo e participante do Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo (CIBERJOR) da UFMS, Catarine Sturza em projeto de Iniciação Científica, orientada pelo professor Dr. Gerson Luiz Martins. Foram aplicados questionários entre professores e alunos dos cursos de Jornalismo de quatro universidades e uma faculdade do estado, na UCDB, Unigran, UFMS, Uniderp e Estácio de Sá, entre os meses de fevereiro e maio de 2009.

O texto final da pesquisa, transformado em artigo científico, foi aprovado para apresentação no Grupo de Pesquisa Projetos Pedagógicos e Metodologias de Ensino, coordenado pelo professor da PUC do Rio de Janeiro, Leonel Aguiar.

Segundo o coordenador do CIBERJOR-UFMS, professor Dr. Gerson Luiz Martins, a pesquisa trata de um segundo momento do projeto nacional para levantar o estado da arte do ensino de ciberjornalismo no Brasil. A primeira pesquisa, também por meio do Programa de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC, foi realizada no Rio Grande do Norte, em 2007, no Curso de Jornalismo da UFRN.

Read Full Post »

Prof. Dr. Mario Luiz Fernandes, membro da Comissão do Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) da UFMS constitui Comissão de professores do Departamento de Jornalismo da UFMS para trabalhar no projeto de criação do Curso de Mestrado em Comunicação da instituição. A Comissão, composta pelos professores Gerson Luiz Martins, Márcia Gomes e Mario Luiz Fernandes, tem até o dia 30 de abril para apresentar o primeiro esboço do projeto. A CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, órgão do Ministério da Educação que é responsável pela aprovação e regulamentação dos cursos de mestrado e doutorado, prorrogou o prazo para ingresso de novas propostas de mestrado até o dia 30 de junho.

O corpo de professores do Departamento de Jornalismo, integrado pelos doutores Daniela Ota, Gerson Luiz Martins, Greicy França, Marcelo Cancio, Marcia Gomes, Mario Fernandes e Mario Ramires, trabalham em reuniões diárias desde o dia 25 de março para montar o projeto. Na última semana, os professores fizeram reuniões diárias para formatar o Regimento do Programa de Mestrado em Comunicação.

Segundo o professor Dr. Mario Luiz Fernandes, a previsão que o texto final do projeto fique pronto até o final de maio, quando será entregue a PROPP/UFMS para parecer final e inscrição no portal da CAPES. Se o projeto for aprovado no decorrer deste ano, há probabilidade do curso iniciar em março de 2011.

Read Full Post »

Por Alexandre Maciel

Leitura crítica da mídia, a comunicação no processo de formação da subjetividade, políticas públicas para a área e a relação do tema com os direitos humanos são as principais propostas de discussão do “I Seminário Pró-Conferência de Comunicação”, que acontece no dia 22 de maio, das 8 horas às 17 horas, no auditório da OAB-MS. O evento, organizado pelo Comitê pela Democratização da Comunicação em MS, formado há um ano, será preparatório para a realização de uma Conferência Estadual sobre o tema. Esta, por sua vez, acolherá reivindicações e propostas para a Conferência Nacional de Comunicação, marcada para os três primeiros dias de dezembro, em Brasília.

No período matutino, o painel “Mídia e Sociedade” terá como convidados o coordenador-Geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), jornalista Celso Schröder, a psicóloga Roseli Goffman, conselheira do Conselho Federal de Psicologia (CFP), além do defensor público Paulo Ramalho. Eles debaterão a respeito das questões centrais do evento e falarão sobre os preparativos para a Conferência Nacional de Comunicação. À tarde, divididos em grupos de discussão, os participantes apresentarão propostas para a área da comunicação e, das 16 horas às 17 horas, vão se reunir em plenária para elaborar uma Carta Pró-Conferência da Comunicação, demarcando a participação das entidades da sociedade civil de Mato Grosso do Sul nessa discussão.

O Comitê pela Democratização da Comunicação de MS é composto, atualmente, por um núcleo em expansão de entidades, como a seccional regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (SindJor-MS), Conselho Regional de Psicologia (CRP-14), a Girassolidário, o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ) e o Núcleo de Ecomunicadores dos Matos (NEM). A principal missão é discutir, de forma interdisciplinar, políticas públicas para o campo da comunicação. Abaixo, a programação:
 
Programação do I Seminário Pró-Conferência de Comunicação
Data: 22 de maio de 2009 – sexta-feira
Local: auditório da OAB-MS
8 horas- Credenciamento
9 horas às 11 horas-  Painel “Mídia e Sociedade”
Painelistas: Jornalista Celso Schröder (coordenador-Geral do FNDC); psicóloga Roseli Goffman (conselheira do CFP) e o defensor público Paulo Ramalho.
11h às 12 horas – lançamento de livros:
“Formação Superior em Jornalismo – Uma exigência que interessa a sociedade” – organização da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj)
“Políticas Públicas Sociais e os Desafios do Jornalismo” – organização da Andi
14h às 16h- Grupos de trabalho:
a) Leitura Crítica da Mídia – coordenação da Girassolidário
b) Comunicação no Processo de Formação da Subjetividade – CRP-14
c) Políticas Públicas para a Comunicação – SindJor-MS e FNPJ
d) Comunicação e Direitos Humanos- OAB-MS
16h às 17h – Plenária e elaboração da carta de Campo Grande Pró-Conferência de Comunicação.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »

IMG_3257Jornalistas, professores, estudantes de jornalismo marcaram o dia 31 de março, véspera da votação da exigência da formação universitária em jornalismo no Supremo Tribunal Federal, com um ato público realizado na Concha Acústica Família Espíndola, na praça do Rádio, em Campo Grande. A manifestação teve como objetivo discutir a questão e mostrar à sociedade a importância do jornalismo para a consolidação democrática.

O ato público teve a participação dos músicos Celito e Gilson Espíndola, da Banda formada por estudante de jornalismo da UFMS. Estudantes, professores e profissionais marcaram presença desde às 19h00 e no final houve a apresentação dos músicos Clayton Sales, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul, e Alexandre Maciel, professor da Uniderp e secretário do Sindjor-MS.

IMG_3289A manifestação foi organizada no sábado durante a entrega do Prêmio Famasul de Jornalismo, onde estavam presentes os coordenadores dos cursos de Jornalismo, profissionais e professores. Na segunda-feira, após a confirmação do uso da Concha Acústica Família Espíndola pelo presidente da Fundac, Athaíde Nery, os coordenadores e o Sindjor-MS mobilizaram profissionais, estudantes e professores. O evento reuniu cerca de 250 pessoas e ainda teve a presença dos coordenadores de curso de Jornalismo da UCDB, Jacir Zanata; da Uniderp, Marcos Morandi e da UFMS, Gerson Luiz Martins.

Na quarta-feira, 1 de abril, o STF iniciou a discussão e votação da pauta sobre jornalismo que trata da retificação ou ratificação da Lei Imprensa e ainda da exigência, ou não, da formação universitária em Jornalismo para o exercício profissional.

IMG_3254No final da última quarta-feira, a pauta do STF foi prorrogada, pois o ministro Ayres Britto não havia finalizado a exposição do relatório, com voto favorável à retificação da Lei de Imprensa. Também o ministro Eros Grau se manifestou voto favorável e acompanhou o relator. A questão da exigência da formação universitária específica para o exercício profissional do Jornalismo (diploma) foi retirado de pauta e deverá ser debatido na sessão marcada para o dia 15 de abril.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »

Reunião na Sub-Secretaria de Comunicação de Mato Grosso do Sul

Os membros do Comitê Estadual de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul reuniram-se nesta quinta-feira, 19, com o presidente da OAB-MS, Fábio Trad e em seguida com o sub-secretário de Comunicação do Estado, Guilherme Filho para discutir a participação da entidades no Seminário “Mídia e direitos da Criança” que o Comitê organiza no dia 3 de abril.

O presidente da OAB-MS, Fábio Trad, confirmou a participação da entidade do evento com a liberação do auditório da entidade para a realização do Seminário, assim como fez a indicação da professora da PUC São Paulo, Flávia Piovesan como conferencista da área jurídica. A programação do Seminário confirmou a participação do jornalista Celso Schröder, coordenador nacional do FNDC, Fórum Nacional de Democratização da Comunicação; do jornalista Guilherme Canela, coordenador de Comunicação e Informação da Unesco no Brasil e da professora Maria da Graça Marchina Gonçalves membro do Conselho Federal de Psicologia.

O sub-secretário de Comunicação de Mato Grosso do Sul, Guilherme Filho, apoiou a iniciativa do Seminário e destacou a importância do Comitê, principalmente dado a realização da Conferência Nacional de Comunicação e da necessidade de organização da Conferência de Comunicação no Estado.

O Comitê de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul é composto pelo representante do Conselho Regional de Psicologia, Marco Aurélio Naveira; do Sindicato dos Jornalistas Profissional de Mato Grosso do Sul, Alexandre Maciel e Clayton Sales; do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, Gerson Luiz Martins; da OAB-MS, Lairson Palermo; da ONG Girassolidário, Ivanise Andrade; da ONG Ecomunicadores dos Matos, Yara Medeiros e pela assessora de comunicação do CRP, Camila Acosta.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »

Assembléia do curso de Jornalismo da UFMSO Departamento de Jornalismo da UFMS promoveu na última segunda-feira, 16, uma recepção aos calouros e veteranos do Curso. O chefe do Departamento, professor Márcio Licerre informou aos acadêmicos as novas perspectivas do curso para 2009 com a admissão de um novo professor aprovado no concurso em dezembro, além da instalação de novos computadores para o Laboratório de Redação. Segundo o professor Licerre, os equipamentos estão na UFMS, basta agora realizar a finalização da obra do Laboratório para que sejam instalados.

O chefe do Departamento destacou também que o Curso de Jornalismo da UFMS faz, em 2009, 20 anos de sua criação e que serão programados eventos acadêmicos e festivos para comemorar a data. Outra novidade apresentada pelo chefe do Departamento foi a criação, pela reitoria, da Coordenadoria de Comunicação que terá como gestora a professora Dra. Daniela Ota. A nova coordenadoria de comunicação compreende órgãos como a TV Universitária, Editora UFMS, Gráfica, Assessoria de Comunicação Social e ainda a futura rádio FM, aprovada pela Anatel, no aguardo da assinatura do ministro das Comunicações. Segundo a professora Daniela Ota, coordenadora de comunicação da UFMS, a instalação da emissora de rádio deve acontecer até o final deste ano. Destacou que “há até definição da frequência outorgada pela Anatel, só falta o ministro Hélio Costa assinar a autorização de funcionamento”. Para substituir a professora Ota na coordenação de curso, o Conselho Departamental indicou o professor Dr. Gerson Luiz Martins, que assume pró-tempore, até a realização das eleições em julho.

Houve ainda a apresentação dos professores do Departamento e seus respectivos projetos de pesquisa e área de ensino. Participaram da recepção aos acadêmicos, os professores Marcelo Câncio, Greice Mara, Márcio Licerre, Daniela Ota, Davi Santos, Edson Silva, Gerson Luiz Martins e Mário Luiz.

Para finalizar a reunião, o presidente do Centro Acadêmico de Comunicação Social (CACOS), Kleomar Carneiro, apresentou os projetos para 2009 com destaque para o projeto de criação de um Núcleo de criação independente de comunicação. O presidente do CACOS destacou também o trabalho de parceria com o Departamento de Jornalismo para a organização dos eventos dos 20 anos do Curso.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »

https://brciberjornalismo.files.wordpress.com/2008/12/img-1.jpgReproduzo aqui artigo publicado na edição de sexta-feira, 13 no jornal Correio do Estado sobre o trabalho do recém-criado Comitê Estadual de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul, que realizará um Seminário sobre Mídia e direitos da criança no final de março.

Comunicação e direitos da criança e do adolescente

Desde o início de 2008, existe em Mato Grosso do Sul um grupo, uma comissão com representantes da OAB-MS, Conselho Regional de Psicologia, Sindicato dos Jornalistas, professores, estudantes e coordenadores de curso de jornalismo; ONGs como Girassolidário, Núcleo de Ecomunicadores dos Matos que durante o ano se reuniram quinzenalmente para criar e consolidar o Comitê Estadual de Democratização da Comunicação, projeto que se estendeu pelo país desde 1995 quando houve a fundação do Fórum Nacional de Democratização da Comunicação (FNDC).
O FNDC surgiu em julho de 1991 como movimento social e transformou-se em entidade constituída em 20 de agosto de 1995. Mas sua história começou ainda em 1984 com a criação da Frente Nacional por Políticas Democráticas de Comunicação. Entres os objetivos da FNDC e do Comitê Estadual estão adotar o planejamento estratégico para a área das comunicações, com ampla participação de todos os setores da sociedade interessados; mobilizar os setores organizados da sociedade para fazer frente à dimensão estratégica da área das comunicações; formular uma política de comunicações que acolha a participação da sociedade; capacitar os cidadãos para a leitura crítica dos meios de comunicação. E como forma de consolidação do Comitê Estadual de Mato Grosso do Sul, a comissão coordenadora vai realizar, no dia 30 de março próximo, um Seminário com o tema “Direitos da Criança na Mídia”, que terá a participação do jornalista Celso Schröder, atual coordenador nacional do FNDC; do jornalista Guilherme Canela que até o ano passado coordenava as ações de relacionamento da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) com os meios de comunicação e com as instituições universitárias; da psicóloga Ana Bock, ex-presidente do Conselho Federal de Psicologia e ainda um especialistas da área jurídica convidado pela OAB-MS. O Seminário tem como objetivo despertar a população sobre a influência da mídia na educação e na formação das crianças e adolescentes e também discutir como a população pode ter uma maior participação nos processos de comunicação local e regional.
A chamada comunicação de massa, representada pelos jornais, pela televisão, pelo rádio, pelo cinema e agora pela internet, tem uma influência ampla no cotidiano das pessoas. As telenovelas, filmes e propagandas têm função significativa na vidas das pessoas, padronizam moda, alteram hábitos de alimentação, comportamentos, fornecem informações para as decisões necessárias a cada dia, difundem notícias que transformam a vida da sociedade. A comunicação de massa, a mídia está presente a cada minuto no cotidiano da população, seja para o lazer, seja para orientar o comportamento e influir nas decisões. Nesse aspecto e porque está integrada no dia-a-dia das pessoas, a mídia se transformou num elemento muito importante na sociedade contemporânea e que merece a atenção e, principalmente, a participação das pessoas no gerenciamento da produção e na difusão. A luta pela democratização da comunicação vincula-se aos esforços para uma re-estruturação da sociedade brasileira, com o estabelecimento de garantias para o acesso a serviços públicos, ao trabalho e a condições de vida dignas para todos os brasileiros. O trabalho pela democratização da comunicação não é um esforço com um fim previsível. Envolve tarefas complexas e gigantescas, exige profundidade nas respostas, senso estratégico e mobilização dos setores organizados da sociedade e dos indivíduos. Esse trabalho requer mais capacidade de reflexão sobre a problemática da comunicação e sobre a complexidade e grandiosidade das iniciativas que podem e devem ser empreendidas, e deve superar a mobilização para adesão a projetos prontos e acabados e a assimilação acrítica de “slogans” grandiloquentes.
Na última sexta-feira, 30, o presidente Lula confirmou a realização da 1ª Conferência Nacional de Comunicação em entrevista após participar do Fórum Social Mundial. A expectativa é que o encontro ocorra no fim do ano, após a realização dos encontros regionais, que devem ter início ainda neste primeiro semestre. A coordenação do Comitê Estadual de Democratização da Comunicação planeja, em seguida a realização do Seminário em março, organizar a conferência regional de comunicação como subsídio para o evento nacional, convocado pelo presidente da República.
O Seminário “Mídia e direitos da Criança” é um passo inicial para que se possa conhecer e debater, de maneira estratégica, as formas e contextos da produção impressa, de televisão, rádio e internet no que diz respeito ao tratamento que a infância e adolescência recebem da mídia em Mato Grosso do Sul.

Prof. Gerson Luiz Martins (UFMS)
e-mail: gmartins@nin.ufms.br

Read Full Post »

Estudantes ocupam reitoria da UFMS

Estudantes de vários cursos e campi da UFMS ocupam a reitoria da instituição desde o último dia 7 de agosto. A mobilização estudantil decorreu do processo eleitoral para escolha do novo reitor. Os estudante reivindicam, além da garantia do processo eleitoral, a paridade dos votos. Atualmente, os estudantes e funcionários representam 15% cada no processo eleitoral e os professores 70%.

O processo eleitoral vem se arrastando por mais de um semestre e foi cancelado pela Justiça devido a irregularidades no Conselho Universitário que definiu as normas.

O Conselho Universitário da UFMS, reunido no dia 7 de agosto, aprovou a realização das eleições (processo de consulta à comunidade universitária) para o dia 25 de agosto, segunda-feira, feriado prolongado em Campo Grande, pois na terça, dia 26 é comemorado o aniversário da cidade. Ainda na reunião do Conselho, foi reprovada a proposta de paridade dos votos entre professores, estudantes e técnicos administrativos.

Confira abaixo imagem com as reivindicações do movimento estudantil na UFMS:

Folheto com as reivindicações do movimento estudantil na UFMS

Confira também o Blog produzido pelo movimento de ocupação no endereço: http://ocupacaoufms.blogspot.com/

Read Full Post »

Os usuários de iPhone, o celular da Apple ainda inédito no Brasil, promovem reunião neste sábado, às 18h00 (horário de Brasília), para contatos e intercâmbio de experiências. Em Campo Grande, o encontro acontece no Bar Tábua, na Rua Antonio Maria Coelho.

De forma contumaz, usuários de produtos Apple organizam encontros em que ser promovem debates, palestras, treinamentos e orientações de uso mais eficaz do macintosh.

O encontro dos usuários do iPhone será realizado simultaneamente em várias capitais brasileiras, como Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Recife, Fortaleza, Cuiabá, Campo Grande e na cidade de Maringá (PR).

No próximo post, comento o encontro de Campo Grande.

Read Full Post »

Older Posts »