Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Educação’ Category

Capa do sítioweb Jornalismo - Prof. Gerson Martins

O sítioweb Jornalismo – Prof. Gerson Martins vai passar por uma reformulação geral, se adequará com as mais recentes tecnologias de publicação de textos e imagens e ainda terá atualização mais frequente. O objetivo do sítioweb, desde a primeira versão em 1998, é oferecer apoio aos estudantes de jornalismo como indicações de bibliografia, de portais na internet de interesse na área, notícias sobre jornalismo, indicação de eventos em jornalismo, fontes de pesquisa em jornalismo, além de oferecer fácil acesso às principais revistas e jornais em todo mundo.

Com o advento das redes sociais, protagonizada, principalmente, pelo Twitter, Facebook e Orkut, os blog’s foram deixados à margem. Muitos blogueiros que aderiram ao twitter não atualizam com a mesma frequencia o seu Blog. Esse fato também decorre das exigências de tempo para um texto mais longo e a possibilidade rápida e fácil para publicação de informações no twitter, principalmente pelo celular. A nova página de Jornalismo publicará as informações que seriam divulgadas pelo blog Redação Ciberjornalismo mantido pelo autor do sítioweb. Isso será possível graças ao novo formato para publicações, que facilitará a edição dos textos, das imagens e também do processo de publicação. A nova página na internet será um misto de portal e blog, com novo leiaut e com notícias publicadas de forma dinâmica.

Anúncios

Read Full Post »

Coordenadora Técnica do Projeto UNESCO/FELAFACS, Dra. Liuba Kogan

Coordenadora Técnica do Projeto UNESCO/FELAFACS, Dra. Liuba Kogan

A Federação Latino-americana de Faculdades de Comunicação Social – FELAFACS vai realizar uma pesquisa para conhecer a realidade do ensino na área de comunicação na América Latina. O projeto tem o apoio da UNESCO e deverá ser concluído até o final de maio. O mapeamento irá identificar as faculdades, escolas de comunicação e centros de formação não universitária, e ainda os programas de estudos oferecidos em cada um dos países da região.

A coordenador geral do Mapeamento, professora Dra. Liuba Kogan, da Universidade Lima destacou, “tenho a certeza de que trabalhando juntos iremos desenvolver será útil para as nossas instituições e, nesse sentido, o nosso contributo muito importante”.

O projeto será desenvolvido em cinco regiões, conforme classificação realizada pela FELAFACS, que são o Cone Sul integrado pela Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile, coordenado pelo professor Gustavo Rodríguez da Universidade do Chile; Países Andinos integrado pela Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, coordenado pela professora Dra. María Teresa Quiroz da Universidade de Lima e presidente da FELAFACS; Centro América e Caribe integrado pelo Panamá, El Salvador, Guatemala, Nicarágua, República Dominicana, Porto Rico, Costa Rica, Belize, Honduras, Cuba e países caribenhos, coordenado pelo professor Dr. José Luiz Benitez da Universidade Centroamericana de El Salvador e coordenador do mestrado em comunicação; México, coordenado pela professora Dra. María Corella da Universidade Anáhuac e diretora do Centro de Pesquisa para Comunicação Aplicada da Escola de Comunicação e Brasil, coordenador pelo professor Dr. Gerson Luiz Martins da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, coordenador do Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo e diretor do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ).

A pesquisa compreende uma enquete por meio de formulário a ser trabalhado com os coordenadores de curso ou diretores de escolas na área de comunicação e compreende todas as atividades desenvolvidas pelos cursos em ensino, pesquisa e extensão, além de informações sobre a quantidade de alunos que ingressam e concluem a formação, origem institucional, tempo de duração dos cursos, além de dados cadastrais dos cursos.

Read Full Post »

Reunião na Sub-Secretaria de Comunicação de Mato Grosso do Sul

Os membros do Comitê Estadual de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul reuniram-se nesta quinta-feira, 19, com o presidente da OAB-MS, Fábio Trad e em seguida com o sub-secretário de Comunicação do Estado, Guilherme Filho para discutir a participação da entidades no Seminário “Mídia e direitos da Criança” que o Comitê organiza no dia 3 de abril.

O presidente da OAB-MS, Fábio Trad, confirmou a participação da entidade do evento com a liberação do auditório da entidade para a realização do Seminário, assim como fez a indicação da professora da PUC São Paulo, Flávia Piovesan como conferencista da área jurídica. A programação do Seminário confirmou a participação do jornalista Celso Schröder, coordenador nacional do FNDC, Fórum Nacional de Democratização da Comunicação; do jornalista Guilherme Canela, coordenador de Comunicação e Informação da Unesco no Brasil e da professora Maria da Graça Marchina Gonçalves membro do Conselho Federal de Psicologia.

O sub-secretário de Comunicação de Mato Grosso do Sul, Guilherme Filho, apoiou a iniciativa do Seminário e destacou a importância do Comitê, principalmente dado a realização da Conferência Nacional de Comunicação e da necessidade de organização da Conferência de Comunicação no Estado.

O Comitê de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul é composto pelo representante do Conselho Regional de Psicologia, Marco Aurélio Naveira; do Sindicato dos Jornalistas Profissional de Mato Grosso do Sul, Alexandre Maciel e Clayton Sales; do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo, Gerson Luiz Martins; da OAB-MS, Lairson Palermo; da ONG Girassolidário, Ivanise Andrade; da ONG Ecomunicadores dos Matos, Yara Medeiros e pela assessora de comunicação do CRP, Camila Acosta.

Powered by ScribeFire.

Read Full Post »

Cientista da educação no Brasil, Paulo Freire

Cientista da educação no Brasil, Paulo Freire

Do Blog do GJOL
Por Marcos Palacios

Ana Maria Araújo Freire, viúva do educador Paulo Freire, internacionalmente conhecido por suas contribuições à Pedagogia, responde em carta à revista Veja (edição de 20 de agosto), que em uma matéria sobre o ensino fundamental no Brasil, classificou Freire entre “personagens arcanos sem contribuição efetiva à civilização ocidental, como o educador Paulo Freire, autor de um método de doutrinação esquerdista disfarçado de alfabetização”.
Um trecho da carta de Ana Maria Araújo Freire:
“Para satisfazer parte da elite inescrupulosa e de uma classe média brasileira medíocre que tem a Veja como seu “Norte” e “Bíblia”, esta matéria revela quase tão somente temerem as idéias de um homem humilde, que conheceu a fome dos nordestinos, e que na sua altivez e dignidade restaurou a esperança no Brasil. Apavorada com o que Paulo plantou, com sacrifício e inteligência, a Veja quer torná-lo insignificante e os e as que a fazem vendendo a sua força de trabalho, pensam que podem a qualquer custo, eliminar do espaço escolar o que há de mais importante na educação das crianças, jovens e adultos: o pensar e a formação da cidadania de todas as pessoas de nosso país, independentemente de sua classe social, etnia, gênero, idade ou religião.”

Read Full Post »

Estudantes ocupam reitoria da UFMS

Estudantes de vários cursos e campi da UFMS ocupam a reitoria da instituição desde o último dia 7 de agosto. A mobilização estudantil decorreu do processo eleitoral para escolha do novo reitor. Os estudante reivindicam, além da garantia do processo eleitoral, a paridade dos votos. Atualmente, os estudantes e funcionários representam 15% cada no processo eleitoral e os professores 70%.

O processo eleitoral vem se arrastando por mais de um semestre e foi cancelado pela Justiça devido a irregularidades no Conselho Universitário que definiu as normas.

O Conselho Universitário da UFMS, reunido no dia 7 de agosto, aprovou a realização das eleições (processo de consulta à comunidade universitária) para o dia 25 de agosto, segunda-feira, feriado prolongado em Campo Grande, pois na terça, dia 26 é comemorado o aniversário da cidade. Ainda na reunião do Conselho, foi reprovada a proposta de paridade dos votos entre professores, estudantes e técnicos administrativos.

Confira abaixo imagem com as reivindicações do movimento estudantil na UFMS:

Folheto com as reivindicações do movimento estudantil na UFMS

Confira também o Blog produzido pelo movimento de ocupação no endereço: http://ocupacaoufms.blogspot.com/

Read Full Post »

A mídia em geral voltou a fazer ranking dos cursos universitários com os resultados do Enade (antigo provão). Esse comportamento é claramente temido e rejeitado pelos dirigentes do Inep, instituição responsável pela avaliação.

O resultado do Enade é apenas um elemento no conjunto de avaliações que os cursos universitários recebem. Não é possível julgar a qualidade de um curso somente com a avaliação do Enade. Em primeiro lugar porque as provas não conseguem verificar todos os pontos que compõe a estrutura de um curso, desde o rendimento dos alunos até sua infra-estrutura. Portanto, não possível dizer que um curso X é o melhor do Brasil porque teve a melhor nota no Enade. Além disso, o próprio processo de realização da prova pode comprometer, como aconteceu em anos anteriores com cursos tradicionalmente de qualidade. Veja por exemplo cursos da USP, considerada a melhor universidade do país pelos padrões internacionais, em que os estudantes se recusem a fazer o Enade, o resultado será negativo, mas nem por isso o curso será reprovado e tem baixa qualidade.

A mídia está equivocada e, como gosta de números, provoca um grande alarde para dizer que o curso X da universidade Y é o melhor do Brasil, porque teve a melhor nota no Enade. Veja o exemplo abaixo publicado pelo portal jornalístico G1:
A mídia deveria, antes de divulgar os resultados do Enade, pesquisar e noticiar todo o conjunto de aspectos de avaliação de cursos, hoje representado pelo Sinaes. Com esses números em mãos será possível, ainda parcialmente, julgar a qualidade de um curso.

Um outro exemplo da forma como a mídia trata o Enade como valor absoluto de avaliação está na edição da Folha de S.Paulo de hoje, 7 de agosto, que apresenta o tema em manchete principal:
Para piorar ainda mais a situação, o Inep estuda mudanças no processo de avaliação. Será reduzido o procedimento de avaliações in loco, que até o presente momento é a única maneira de atestar, no local, as condições de oferta de um curso. Com o fim das avaliações in loco, as informações do Inep serão meras estatísticas, números que as instituições de ensino superior preenchem em intermináveis formulários. Antigamente se dizia que papel aceita tudo, hoje podemos afirmar que formulários aceitam tudo!

O que se pode ver agora, em toda mídia: jornais, rádios, TV’s e internet, que qualquer instituição de ensino superior se auto-promove e divulga que é a melhor do país, porque obteve boas notas no Enade!

Read Full Post »

A mídia em Campo Grande faz a cobertura do processo eleitoral para a reitoria da UFMS de forma parcial. Na última sexta-feira, estudantes, professores, funcionários e os candidatos a reitor da instituição fizeram manifestação pela normalização e normatização do processo eletivo. Somente o portal jornalístico Midiamax publicou duas matérias sobre o assunto. A TV Morena, afiliada da Rede Globo, estava presente na manifestação e se limitou a mostrar uma entrevista com o reitor Manoel Peró sem qualquer menção à manifestação da comunidade acadêmica. O portal jornalístico Campo Grande News não fez qualquer menção ao fato, ignorou completamente.

O comportamento dos veículos noticiosos de Campo Grande sobre o episódio revela claramente o comprometimento dessas empresas com a administração atual da universidade.

Read Full Post »

Older Posts »