Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Cidade Morena’ Category

Prof. Dr. Mario Luiz Fernandes, membro da Comissão do Programa de Mestrado em Comunicação da UFMS

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) da UFMS constitui Comissão de professores do Departamento de Jornalismo da UFMS para trabalhar no projeto de criação do Curso de Mestrado em Comunicação da instituição. A Comissão, composta pelos professores Gerson Luiz Martins, Márcia Gomes e Mario Luiz Fernandes, tem até o dia 30 de abril para apresentar o primeiro esboço do projeto. A CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, órgão do Ministério da Educação que é responsável pela aprovação e regulamentação dos cursos de mestrado e doutorado, prorrogou o prazo para ingresso de novas propostas de mestrado até o dia 30 de junho.

O corpo de professores do Departamento de Jornalismo, integrado pelos doutores Daniela Ota, Gerson Luiz Martins, Greicy França, Marcelo Cancio, Marcia Gomes, Mario Fernandes e Mario Ramires, trabalham em reuniões diárias desde o dia 25 de março para montar o projeto. Na última semana, os professores fizeram reuniões diárias para formatar o Regimento do Programa de Mestrado em Comunicação.

Segundo o professor Dr. Mario Luiz Fernandes, a previsão que o texto final do projeto fique pronto até o final de maio, quando será entregue a PROPP/UFMS para parecer final e inscrição no portal da CAPES. Se o projeto for aprovado no decorrer deste ano, há probabilidade do curso iniciar em março de 2011.

Anúncios

Read Full Post »

Campo Grande (MS), também conhecida como Cidade Morena vive momentos de completo abandono pela administração municipal. Caminhar ou trafegar pelas ruas da cidade é um exercício de paciência, um desafio para veículos e pedestres.

Na principal via pública comercial da cidade, Rua 14 de julho, há lixo acumulado nas sarjetas que coloca em risco a saúde e o bem estar da população. É impressionante a quantidade de copos plásticos, papel, papelão espalhado nas calçadas e sarjetas da rua.

Se o cidadão trafega de carro, vai se incomodar com a necessidade de parar em todas as esquinas que possuem semáforo. Como não há sincronização desses equipamentos, o motorista gasta combustível, tempo e deve ter muita paciência. É impressionante, pois o problema foi objeto do noticiário e a prefeitura municipal não realiza qualquer ação para resolver o problema. O tráfego de veículos na Cidade Morena é travado!

E esse não é o único problema para os motoristas e pedestres. A maior parte das ruas, das vias da cidade parecem uma “colcha de retalhos”, o asfalto foi tantas vezes remendado que os veículos têm, com freqüência, problemas nos amortecedores. É muito complicado trafegar pelas ruas da cidade.
Essas situações provocam a sensação – talvez muito real – que a cidade está abandonada pelo poder público municipal.

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, deveria deixar seu marketing pessoal de lado, de freqüentar as colunas sociais e abastecer de recursos públicos os colunistas sociais, e tratar de zelar pela cidade, que é de sua responsabilidade e para o que foi eleito.

Read Full Post »