Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \09\+00:00 2008

Por Marcos Palacios

O Grupo A Tarde é a primeira empresa de comunicação do Brasil a utilizar um QR Code acompanhando matérias de uma publicação impressa. A novidade faz parte do projeto de convergência de mídias do grupo.

“O QR Code vai ajudar a suprir as necessidades de informação, proporcionar uma maior integração entre as mídias e a ampliação da interatividade com o público”, diz Sylvio Simões, diretor executivo do Grupo A Tarde. O QR Code (sigla do código 2D que significa Quick Response) é o primeiro passo para o acesso móvel. “O celular pode dar acesso à notícia em diversos formatos, em qualquer tempo e lugar”, diz Ranulfo Bocayuva, diretor executivo do grupo.
Para a editora-coordenadora de Jornalismo Integrado, Mariana Carneiro, A Tarde sai na frente ao oferecer o QR Code aos seus leitores. “No campo do jornalismo, não conhecemos nenhuma experiência semelhante no Brasil. Somos pioneiros nisso”, comemora.

O acesso ao QR Code é simples. O usuário precisa baixar um software da internet para o celular ou computador – no último caso, depois terá que fazer a transferência para o seu aparelho móvel. Existem alguns sites que já oferecem o aplicativo sem cobrar nada. E mais: que informam quais aparelhos funcionam com o programinha. Para acessar o QR Code, é preciso abrir o programa e enquadrar o código com a câmera do celular. O próprio programa orienta o enquadramento e faz a leitura, exibindo o conteúdo.

Segundo os dirigentes do jornal, o QR Code é o pontapé inicial para a oferta de novos serviços de informação móvel. Os códigos que aparecem nesta edição impressa já oferecem a possibilidade de navegar pelo mais recente mecanismo de comunicação e informação.

As informações são do jornalista Rodrigo Vilas Boas, de A Tarde.


Read Full Post »

BlogBlogs.Com.Br

BlogBlogs.Com.Br

Read Full Post »

O presidente da OAB-MS, Fábio Trad, confirmou nesta manhã a participação da OAB-MS no Colóquio “Direitos da Criança na Mídia” promovido pelo Comitê de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul. O evento está previsto para o mês de março de 2009 e vai debater os direitos da criança na programação das emissoras de rádio, TV, além das matérias nos jornais impressos e na internet no estado.

O Comitê de Democratização da Comunicação de Mato Grosso do Sul
é composto pelos representantes do Conselho Regional de Psicologia, Marco Aurélio Naveira; Sindicatos dos Jornalistas, Alexandre Maciel; Girassolidário, Ivanise Andrade; OAB-MS, Lairson Palermo; FNPJ, Gerson Luiz Martins e Ecomunicadores dos Matos, Yara Medeiros.


Read Full Post »

Fundadores da SOCICOM, em Natal, setembro de 2008

Fundadores da SOCICOM, em Natal, setembro de 2008

Por José Marques de Melo

Instalado oficialmente no dia 1 de dezembro de 2008, na cidade de São Paulo, o Conselho Deliberativo da Federação Brasileira de Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação – SOCICOM – aprovou o Plano de Metas da entidade para o biênio 2008/2010, priorizando ações que focalizam a presença da academia no espaço público, mas destacando a difusão da produção científica brasileira no âmbito mundial das ciências da comunicação.

A SOCICOM foi fundada em Natal (RN), no dia 2 de setembro passado, sendo constituída por 12 associações nacionais do campo comunicacional,  incluindo as entidades representativas das áreas disciplinares (Jornalismo, Relações Públicas e Cinema), bem como os espaços interdisciplinares (história da mídia, cibercultura, folkcomunicação, economia política da comunicação).

A liderança da federação foi confiada aos representantes das duas maiores e mais antigas associações da área  – o presidente José Marques de Melo (INTERCOM) e a vice-presidente, Ana Silvia Médola (COMPÓS). Os demais cargos da diretoria estão ocupados por representantes de entidades mais recentes – a diretora de relações internacionais – Margarida Kunsch é presidente da ABRAPCORP; o diretor de relações internacionais – Elias Gonçalves Machado – é ex-presidente da SBPJOR e a diretora Anita Simmis é presidente da ULEPICC – Brasil.

No ato da sua instalação, o Conselho Deliberativo da SOCICOM elegeu o fundador da ULEPICC, César Bolaño, como seu presidente para o biênio 2008/2010, que por sua vez convidou Betânia Maciel, presidente da FOLKCOM, para ocupar a função de Secretária da primeira reunião ordinária.

Espaço público

Dentre as ações substantivas da nova federação, duas metas foram destacadas no plano nacional: 1) diálogo com representantes do Estado –  MCT, MECCNPq, CAPES, Ministério das Comunicações, ANATEL – e da Sociedade Civil – Academia Brasileira de Ciências, SBPC, ANJ, ABERT, Fórum Nacional para Democratização da Comunicação, etc.;  2)  Acompanhamento de assuntos relacionados com a área de Comunicação, ao longo dos próximos dois anos, através das audiências públicas na Câmara, no Senado e nos Ministérios. No âmbito internacional, a focalização orienta-se para atingir três alvos: 1) Interlocução mais intensa com a comunidade internacional da área, 2) Fortalecimento da Comunidade Ibero-Americana de Ciências da Comunicação,  3) Disseminação do Pensamento Comunicacional Brasileiro no exterior. O primeiro passo para alcançar objetivos dessa natureza é a realização, no Brasil, em 2010, do I Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana – ORBIAMERICOM.

Associações constituintes

A fundação da SOCICOM teve a participação de doze associações nacionais, devidamente instituídas:  Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – Intercom; Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação – Compós; Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação Organizacional e Relações Públicas –  Abrapcorp; do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo – FNPJ ; Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo – SBPJor ; União Latina de Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura – Seção Brasileira – Ulepicc-Brasil; Associação Brasileira de Ciberecultura – ABCiber;  Associação Brasileira de Pesquisa em História da Mídia – Alcar; Associação Brasileira de Pesquisa em Folkcomunicação –  Folkcom;  Associação Brasileira de Jornalismo Científico – ABJC; Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual – Socine; e Fórum Brasileiro de Ensino de Cinema e Audiovisual – Forcine.

A federação edita periodicamente o Jornal da SOCICOM e tem sede na cidade de São Paulo, Av. Brigadeiro Luis Antonio, 2050 – conj. 36/38, no bairro da Bela Vista, região central da Cidade de São Paulo (junto à Estação Brigadeiro do Metrô e próximo à Avenida Paulista). Email: socicom@intercom.org.br

Read Full Post »

BBC News

BBC News

Por Alberto Marques do Blog do GJOL

No jornalismo, checar as informações e apurar os dados é procedimento básico. Imaginem publicar informações do twitter sem essas rotinas? Foi o que fez a BBC ao utilizar os microbloges para noticiar os ataques a Mombaim (Mumbai). A velocidade dos acontecimentos, a necessidade de inovar e dar informação são alguns fatores que podem ter levado a BBC a cometer os erros.

Steve Herrmann, editor do BBC News, escreveu uma reflexão interessante sobre a cobertura. Vale a pena ler:
“Should we have checked this before reporting it? Made it clearer that we hadn’t? We certainly would have done if we’d wanted to include it in our news stories (we didn’t) or to carry it without attribution. In one sense, the very fact that this report was circulating online was one small detail of the story that day. But should we have tried to check it and then reported back later, if only to say that we hadn’t found any confirmation? I think in this case we should have, and we’ve learned a lesson. The truth is, we’re still finding out how best to process and relay such information in a fast-moving account like this”.

Read Full Post »

Edição 551 da revista Época
Edição 551 da revista Época

 A revista Época desta semana, edição 551, é de conteúdo, seleção e gosto duvidoso. A matéria de capa – Edição Especial. As 100 pessoas mais influentes do Brasil em 2008 – ocupa a maior parte da revista, cuja seleção de personagens, de autores de perfil e de conteúdo demonstra a clara preferência editorial num misto de garantir verbas publicitárias e apoio às suas ações.

Desde um Blairo Maggi que escreve sobre Carlos Minc ou ainda uma troca de favores quando Sergio Andrade escreve sobre Carlos Jereissati e Carlos Jereisatti escreve sobre Sergio Andrade, o conteúdo da revista desqualifica completamente a edição. Não vale o preço de capa e tampouco não vale a pena comprar. Como assinante, sou obrigado a engolir essas “coisas”.

Alguns personagens se salvam e merecem o título da matéria, como Lygia da Veiga Pereira, Felipe Massa, Zé Roberto Guimarães, Maurren Maggi e Miguel Nicolelis, entre outros poucos.

Read Full Post »

O clip da música Boa Sorte – Vanessa da Mata e Ben Harper deveria se tornar o clip/música oficial do twitter. Veja e ouça:

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »